12 graus

cintilantes
,rajadas na pele
como que penetrando
,como que cortando
,como que abrindo velhas feridas
sem sangue algum
tirar
.não são novas
,nunca foram
.passam por gerações
anunciando novidades sem nada
dizer
.são mais sussurros
,são barulhos
,transformam-se em
sons
,transformam-me os
dons
;são sinais
,são banais
,quem é que se atreverá a dizer que
são
menos que
vento

.tolos que as sentem
com tantas proteções
.bobos ao querer do frio
calor
.tontos os que tornam ar um
dissabor

.é só vento
nada mais
.o casaco é que ficou
longe
,tão distante
,tão atrás

.corp’apenas treme
por temer do tempo a
paz
.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.