terminal

solícitas entranhas
matracas
,sujas
,malfadadas
,jogadas
ao relento
apodrecido
,merecido
,plantado
,colhido
,suprimidas por entraves
carregados
d’estrumes
congelados
pela gana
,pela trama
,sortilégio
figurado
d’impropério
bem calado

(
douradas
qu’em segundo
vão nubladas
de um prédio
moribundo
pelo tédio
a um vasto
vasto mundo
sem remédio
)

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.